terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

O QUE É O ASHTANGA VINYASA YOGA?


Ashtanga Vinyasa Yoga é um estilo de hatha yoga praticado em séries fixas de posturas, que tem a respiração como fio condutor. É um estilo vigoroso e fluido, que desenvolve flexibilidade, força, capacidade aeróbica e concentração, procurando trazer ao praticante a experiência da meditação em movimento.
O Ashtanga Vinyasa Yoga foi desenvolvido pelo mestre indiano Krishnamacharya, a partir de um antigo texto em sânscrito denominado Yoga Korunta. Pattabhi Jois, um de seus discípulos mais próximos, foi quem ajudou a disseminar o estilo ao redor do mundo. Ele fundou em 1947 o Ashtanga Yoga Research Institute (
http://www.kpjayi.org/) , em Mysore (Índia), que hoje recebe centenas de pessoas interessadas em praticar o Ashtanga Vinyasa.
O método tradicional com que se ensina essa prática é conhecido como estilo Mysore, por se tratar da mesma forma utilizada por Pattabhi Jois para ensinar em Mysore (Índia). Neste tipo de aula, cada aluno trabalha no seu próprio ritmo e o professor realiza ajustes quando necessário e dá as orientações de forma individualizada. Mesmo que a aula aconteça em um grupo, as instruções são personalizadas, levando em consideração as diferenças de cada aluno, seu corpo, suas habilidades e dificuldades.
Nas primeiras aulas, o aluno aprende o começo da série, repetindo algumas vezes as posturas aprendidas, a fim de fixá-las. Conforme evolui em sua prática e à medida que memoriza a seqüência, novas posturas são incluídas nas aulas seguintes.
A prática leva cerca de 1 hora para um iniciante que ainda está aprendendo a seqüência, e por volta de 1 hora e 30 minutos para àqueles que realizam a seqüência completa.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

ALGUMAS PALAVRAS SOBRE O YOGA

O que é yoga?
Díficil explicar em poucas palavras algo que abarca tantos significados.
Comecei a praticar porque queria alongar meu corpo e os exercícios me pareciam mais desafiadores do que numa aula de ginástica convencional. Em pouco tempo, essa primeira impressão foi tomando outra dimensão e quando percebi, estava tomada por novas sensações.
Eu, que tentava me entender pelas palavras, sentia agora o corpo me revelando pequenos mistérios, pulsares. A respiração ora descompassada, depois lenta e profunda. As emoções moldando músculos, aflorando da pele. O fluxo contínuo de pensamentos intercalado por pequenos silêncios.Meu corpo se expandindo e se abrindo para um olhar de dentro.
Esse é apenas o começo do caminho. O que o yoga propõe é essa viagem em busca de si mesmo. Aprender a escutar seu coração e ouvir seu chamado.

“Persiga sua bem-aventurança e não tenha medo, que as portas se abrirão, lá onde você não sabia que havia portas.” Joseph Campbell